An Entity of Type: Thing, from Named Graph: http://dbpedia.org, within Data Space: dbpedia.org

The concept of reflexive modernization or reflexive modernity was launched by a joint effort of three of the leading European sociologists: Anthony Giddens, Ulrich Beck and Scott Lash. The introduction of this concept served a double purpose: to reassess sociology as a science of the present (moving beyond the early-20th-century conceptual framework), and to provide a counterbalance to the postmodernist paradigm offering a re-constructive view alongside deconstruction.

Property Value
dbo:abstract
  • La Modernització reflexiva es el procés de canvi de la societat industrial a la societat del risc provocat per l'auto-questionament social i individual sobre les noves estrucutres provocades per l'axioma humà i que no son reconegudes pel sistema de la societat industrial encara present en l'ordre social establert. Apareix per primera vegada al llibre Reflexive Modernitzation, obra col·laborativa realitzada pel sociòleg Ulrich Beck (1944 - 2015 i Anthony Giddens (1938 on queda reflectida aquesta nova perspectiva d'anàlisis sociològic. (ca)
  • Reflexivní modernizace je sociologickou teorií německého sociologa Ulricha Becka, která okrajově reaguje na národní socialismus první poloviny 20. století. (cs)
  • The concept of reflexive modernization or reflexive modernity was launched by a joint effort of three of the leading European sociologists: Anthony Giddens, Ulrich Beck and Scott Lash. The introduction of this concept served a double purpose: to reassess sociology as a science of the present (moving beyond the early-20th-century conceptual framework), and to provide a counterbalance to the postmodernist paradigm offering a re-constructive view alongside deconstruction. The concept built upon previous notions such as post-industrial society (Daniel Bell) and postmaterial society, but stresses how in reflexive modernization, modernity directs its attention to the process of modernization itself. (en)
  • Modernidade reflexiva é um termo utilizado por autores como Anthony Giddens, Ulrich Beck e para caracterizar a sociedade pós-moderna ou contemporânea. A ideia de pós-modernidade carrega em si uma ambigüidade: de um lado, senso de fim de uma época; e de outro, senso de um novo começo. O conceito de reflexividade é central para estes autores, que caracterizam a nova fase da modernidade como reflexiva. A reflexividade representa assim uma possibilidade de reinvenção da modernidade e de suas formas industriais. Por meio da radicalização da modernidade, abrem-se caminhos para uma nova modernidade. O que a modernização reflexiva traz é a ideia que muitas modernidades são possíveis, em oposição à ideia fatalista de que só existe uma forma de modernidade: a da sociedade industrial. O termo modernidade reflexiva, proposto por Giddens, Beck e Lash no livro Modernização Reflexiva visa se debruçar sobre as transformações do mundo atual, o processo de crise e as consequências advindas delas. Acentua a ideia de que vivemos em um mundo cada vez mais reflexivo, que estimula a crítica ativa e autoconfrontação. A modernidade reflexiva envolveria um processo de individualização e de destradicionalização em que a tradição muda seu status e é constantemente contestada. Os autores remetem a ideia de que o mundo social e natural está totalmente influenciado pelo conhecimento humano reflexivo, dando origem a uma ideia de crise ecológica, de imprevisibilidade e de risco - noção que cada vez mais se torna importante na cultura moderna. Pressupõe que a sensibilidade reflexiva se encontra na vida cotidiana e é derivada da sensibilidade estética ou hermenêutica. Considera que a modernidade seria marcada tanto pela penetração da visão de mundo analítica e científica nas grandes massas, como pressupõe, mas é também configurada pela difusão da sensibilidade do modernismo estético pelo público leigo. A teoria da modernização reflexiva considera que as decisões políticas de mais influência sobre as vidas cotidianas não derivam mais da esfera ortodoxa da tomada de decisão - o sistema político formal, mas adviria das esferas informais, da politização do não-político. Essa teoria nega, portanto, a suposta paralisia da vontade política. A obra Modernização Reflexiva não se limita a apresentar três ensaios independentes a respeito da modernidade. Ao final do livro, cada autor responde aos outros dois, neste sentido a seção denominada “réplicas e críticas” apresenta-se como uma clara atitude em demonstrar que as diferenças teóricas entre os autores, não se sobrepõe a possibilidade de realizar um diálogo construtivo sobre o conceito de reflexividade. (pt)
dbo:wikiPageID
  • 1742340 (xsd:integer)
dbo:wikiPageLength
  • 8609 (xsd:nonNegativeInteger)
dbo:wikiPageRevisionID
  • 1005776702 (xsd:integer)
dbo:wikiPageWikiLink
dbp:wikiPageUsesTemplate
dct:subject
rdfs:comment
  • La Modernització reflexiva es el procés de canvi de la societat industrial a la societat del risc provocat per l'auto-questionament social i individual sobre les noves estrucutres provocades per l'axioma humà i que no son reconegudes pel sistema de la societat industrial encara present en l'ordre social establert. Apareix per primera vegada al llibre Reflexive Modernitzation, obra col·laborativa realitzada pel sociòleg Ulrich Beck (1944 - 2015 i Anthony Giddens (1938 on queda reflectida aquesta nova perspectiva d'anàlisis sociològic. (ca)
  • Reflexivní modernizace je sociologickou teorií německého sociologa Ulricha Becka, která okrajově reaguje na národní socialismus první poloviny 20. století. (cs)
  • The concept of reflexive modernization or reflexive modernity was launched by a joint effort of three of the leading European sociologists: Anthony Giddens, Ulrich Beck and Scott Lash. The introduction of this concept served a double purpose: to reassess sociology as a science of the present (moving beyond the early-20th-century conceptual framework), and to provide a counterbalance to the postmodernist paradigm offering a re-constructive view alongside deconstruction. (en)
  • Modernidade reflexiva é um termo utilizado por autores como Anthony Giddens, Ulrich Beck e para caracterizar a sociedade pós-moderna ou contemporânea. A ideia de pós-modernidade carrega em si uma ambigüidade: de um lado, senso de fim de uma época; e de outro, senso de um novo começo. O conceito de reflexividade é central para estes autores, que caracterizam a nova fase da modernidade como reflexiva. A reflexividade representa assim uma possibilidade de reinvenção da modernidade e de suas formas industriais. Por meio da radicalização da modernidade, abrem-se caminhos para uma nova modernidade. O que a modernização reflexiva traz é a ideia que muitas modernidades são possíveis, em oposição à ideia fatalista de que só existe uma forma de modernidade: a da sociedade industrial. (pt)
rdfs:label
  • Modernització reflexiva (ca)
  • Reflexivní modernizace (cs)
  • Reflexive modernization (en)
  • Modernidade reflexiva (pt)
owl:sameAs
prov:wasDerivedFrom
foaf:depiction
foaf:isPrimaryTopicOf
is dbo:wikiPageRedirects of
is dbo:wikiPageWikiLink of
is foaf:primaryTopic of
Powered by OpenLink Virtuoso    This material is Open Knowledge     W3C Semantic Web Technology     This material is Open Knowledge    Valid XHTML + RDFa
This content was extracted from Wikipedia and is licensed under the Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License